quarta-feira, 26 de junho de 2013

A INTERATIVIDADE DAS CRIANÇAS NA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

Leia atentamente a história que você irá contar e tente encontrar momentos em você poderá inserir perguntas que provoquem a participação das crianças neste momento mágico, mas cuidado: perguntas muito abertas oportunizam vários comentários das crianças durante a história e desta forma perde-se o foco. Então o que perguntar??? Pode-se fazer perguntas do tipo "E vocês sabem qual era a cor do vestido da princesa? Respostas possíveis: sim, não, nomes de várias cores... e de repente você interrompe entusiasmada dizendo: AZUL! Isso mesmo, você acertou!  E continue a contar sua história... prendendo a tenção da criança novamente.

A história da Dona Baratinha é ótima para oportunizar a participação das crianças. Combine, antes de começar a história, que elas "te ajudarão"   fazendo a voz dos animais.



Contos clássicos como CHAPEUZINHO VERMELHO,  BRANCA DE NEVE  E OS SETE ANÕES, OS TRÊS PORQUINHOS estão recheados de gostosas musiquinhas que já são conhecidas pelas crianças.  Que tal  convidar as crianças para cantá-las?

Se exercite: conte sua história  em casa  marcando o tempo que você demora para contá-la, antes de de se arriscar num público misto de crianças, pois algumas não conseguem se concentrar numa mesma atividade por muito tempo.

Com o livro nas mãos, faça perguntas antes de "entregar" toda a história...

Exemplo: Se você vai contar  A MARGARIDA INSATISFEITA destaque a palavra INSATISFEITA como o contrário de SATISFEITA e pergunte se elas acham que todas as pessoas do mundo estão satisfeitas do jeitinho que elas são... conte com voz de quem conta um segredo que a margarida desta história tinha vontade de deixar de ser uma flor...


Ao mostrar a capa do livro A CAUDA DO CACO   (Editora Ciranda Cultural ) para uma turma de educação infantil resolvi perguntar (sem ler o titulo do livro) se eles imaginavam porque o porquinho deste livro estava triste e as respostas foram muito interessantes:
"Porque ele não tem amiguinhos".
"Porque o pai dele bateu nele".
"Porque ninguém quer brincar com ele".
Porque a mãe dele morreu"
"Porque ele está perdido"...
E as crianças falam como se tivessem certeza de suas respostas!  Este é um momento que se pode deixar a criança falar bastante pois, na minha concepção, se ela tiver a oportunidade de se soltar um pouco antes da história, terá mais atenção para ouvi-la.

3 comentários:

  1. Oi amore!
    Estou convidando para um sorteio especial de amigos no meu blog.
    Espero sua inscrição.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Q legal essas dicas! Adoro contar histórias e é sempre bom receber uma ajudinha. Obrigada.

    ResponderExcluir

Gostaria que deixassem sugestões e comentários, ok?